Escolha uma Página

A RAINHA INCENDIÁRIA

Leader_Boudica

Boudica foi uma rainha da tribo Icenos, um povo celta na região de Norfoek, Inglaterra, mas obedecia a Nero, imperador de Roma (54-68). Seu marido, o rei Prasutagus morreu deixando um  testamento dividindo suas vastas terras com as filhas e o império romano.  Entretanto, o imperador confiscou essas terras desrespeitando o testamento. A rainha viúva ficou inconformada e foi demonstrar sua indignação a Nero e se deu mal. Açoitada e despida em público, viu suas filhas com as idades de 10 e 12 anos, serem estupradas pelos soldados de Nero na presença de todos.

Jurando vingança, Boudica ou Boadecea (significa vitória) arregimentou homens de diversas tribos da área convencendo-os a se rebelar contra Roma. Formou um exército. Foi literalmente à luta com 230 mil homens. As  muitas batalhas sangrentas chegaram a assustar Nero. Boudica no comando, montada numa biga, destruiu, incendiou quatro cidades, inclusive Londres, matou 70 mil soldados.

Valentia era uma característica do povo celta, e todos seus os homens enfrentavam os soldados com o corpo pintado de azul e bege. A  figura da rainha, alta, forte, olhar fulminante, voz possante, cabelos ruivos, longos até os joelhos, causava temor. Vestia uma túnica estampada tendo em volta um lenço azul. Na mão, uma lança, seu símbolo de luta.

Sabendo que soldados romanos se aproximavam com armas mais poderosas, Boudica pressentiu seu fim e tomou veneno. A sua história é pouco registrada e o que se sabe, vem através do historiador romano Dion Cassius. Ele a descreve como mulher guerreira valente. Boudica ficou esquecida por muito tempo, até ser redescoberta pela rainha Elizabeth I que, encantada com sua historia mandou erguer uma estátua de bronze de Boudica numa biga com as filhas. O monumento fica próximo ao famoso relógio Big Ben no coração de Londres.







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *