Escolha uma Página

ADILIA, A VAIDOSA

adilia

‘’ Para onde você for, eu vou. Até para o inferno”. Foi a resposta de Adília, uma bela morena de olhos brilhantes deu para o então namorado Bernardino, apelidado de Canário, um dos cangaceiros mais valentes do bando de Lampião e ao mesmo tempo era considerado o mais feio. Isso aconteceu no ano de 1936.

A proposta de Canário chegou bem a tempo, uma vez que os pais de ambos os jovens apaixonados não aprovavam o namoro, principalmente os de Adília. Ela, extremamente vaidosa, queria usar maquiagem: batom, rouge e pó de arroz, mas era impedida pelo pai. Então, indo para o Cangaço Adília poderia usar o que tivesse vontade e, aos 16 anos incompletos seguiu os passos do seu amado nas matas, nas caatingas sertanejas durante dois anos. Estava livre então, do controle familiar. Nesse período, Adília teve dois filhos, mas o último Canário não conheceu, pois morreu antes em um dos tiroteios.

Após a morte do companheiro, Adília se entregou à polícia, foi presa. Posta em liberdade, mais tarde casou. Pouco antes de sua morte em 2002, contou para um repórter que gostaria de conhecer seu primeiro filho que “mora em São Paulo, mas não sei aonde”….

Adília não foi uma cangaceira das mais famosas, mas marcou por desafiar seu pai e o seu tempo. Os que a conheceram afirmam que era uma mulher doce e parecia viver de recordações. Maria Adília de Jesus nasceu em Poço Redondo (Sergipe).







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *