Escolha uma Página

CORDEL DEU A FAMA

 

O Cordel foi o grande responsável pela divulgação do Cangaço nos anos 30, época de comunicação difícil e esse tipo de literatura era o preferido nos sertões, principalmente nas feiras livres. E, foi por meio dele, que Maria Bonita começou a ser conhecida. Até então, sua imagem não era revelada, O seu rosto, ficava por conta do imaginário, junto com as façanhas de Lampião.

Segundo o professor Roberto Benjamin, o Cordel exercia uma função importante na comunicação rural e contribuiu muito para a mitificação de Maria Bonita. E ainda hoje o “ Apaixonamento de Lampião”, um dos mais famosos, é procurado. Foi escrito pelo cordelista Abraão Batista.

De todas as cangaceiras, Maria Bonita foi a única a ter sua história narrada em versos.  O cordelista Antonio Teodoro dos Santos, por exemplo, dedicou-se totalmente a mulher do capitão. Seus versos, e outros, atualmente estão na internet acompanhando a mídia atual e mantendo o mito Maria Bonita aceso.

Um dos versos diz:

Maria Déa formosa

Embriagou Lampião

Com sua beleza nata

Dominou seu coração

Suas faces pareciam

Com o luar do Sertão

(Manuel d’Almeida Lins)







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *