Escolha uma Página

NO DIA DELA

 

Maria Bonita, a amada companheira de Lampião, quase 80 anos depois de morta, ainda inspira poetas e compositores. Nesta edição, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, e do seu nascimento, transcrevemos esse belo e recente poema do talentoso Robson Sampaio,  poeta, jornalista e escritor.  A ilustração de Wilton Souza enriquece os versos.

 

 

Adeus, meu Capitão!

 

Sol de fogo,

terra batida,

punhal e mosquetão.

Treme a caatinga

com medo do Capitão.

 

Calam-se, as armas!

Maria Bonita com

a flor na mão.

Treme em desejos

o amor de Lampião.

 

Fogo cruzado,

tocaia grande,

só danação!

Treme Angico,

Adeus, meu Capitão!

 

Salvar







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *