Escolha uma Página

NOSSA PRIMEIRA MÉDICA

medica

Ela nasceu na cidade de Escada, Zona da Mata, Pernambuco, precisamente no Engenho Dromedário, propriedade dos seus avós, a 8 de agosto de 1854. Há exatos 161 anos. Maria Amélia Cavalcante de Albuquerque foi uma criança alegre que gostava de correr nos arredores da casa grande. Após concluir os estudos básicos, em 1877 anunciou para a família que iria ser médica. A pretensão não foi bem-vinda. Quem já viu uma mulher médica nos anos 1800? O preconceito era grande.

Mas, dois amigos da família ajudaram a futura doutora a realizar seu sonho: Frederico Maia e Tobias Barreto de Menezes. E foi por influência de Tobias, que Maria Amélia encaminhou documento à Assembleia Provincial documento pedindo subvenção para estudar medicina no Rio de Janeiro. Conseguiu. E no ano de 1892 recebeu o diploma. Uma vitória, para a obstinada menina de engenho.

Voltando para Pernambuco, instalou consultório no Recife, na Rua 1º de Março, Centro da cidade. Casou cinco anos depois com Florentino Gaspar Cavalcante. A primeira médica pernambucana era parenta de Aluízio Marques, o primeiro médico negro do Brasil.

Morreu em 1934 e a imprensa local registrou com destaque seu valor e pioneirismo.







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *