Escolha uma Página

O SUMIÇO DE FLORÊNCIA

A filha de Josefá Calango, era baiana e companheira de Rio Branco. O casal pertencia ao Bando de Corisco e entrou no Cangaço nos últimos tempos, já perto de esse  movimento ser extinto. Eles queriam deixar aquela vida e ter uma mais sossegada, com base na anistia dada pelo governo, após a morte de Lampião em 1938.

O último bando, o de Corisco, em 1940 composto por poucos cangaceiros, resolveu debandar e se esconder em uma fazenda de amigos, para amadurecer a ideia de fuga ou de entrega. Estavam com o casal Corisco e  Dadá nas imediações de Bom Jesus da Lapa, Bahia. Florência, se preparava para levar a afilhada Zefinha, de 10 anos de idade nessa empreitada.

Enquanto pensavam na viagem, foram lavar roupa numa lagoa próxima da casa. Sorte deles. Nesse instante, a volante de Zé Rufino, com 18 soldados, emboscou Corisco e Dadá. O cangaceiro morreu e Dadá ficou ferida dando um novo rumo a história.

Sorte, teve Florência e o companheiro que, escaparam da morte violenta e desapareceram no mundo. “Até hoje…”

A ilustração é do pintor Charles Machado

 







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *