Escolha uma Página

PETRA, A FORTE

soldadera

Ela fez jus ao significado do nome: pedra, que vem do grego pétros. Foi uma notável mulher do século 20, que se destacou na Revolução Mexicana, quando as mulheres tinham a tarefa de cuidar da logística de retaguarda, ou seja, alimentação, ferimentos etc e eram chamadas de soldaderas. Entretanto, uma delas, Petra Herrera quis ir mais além. Vestiu-se de homem e mudou o nome para Pedro.

Juntou-se às tropas de Pancho Vila e foi à luta em pé de igualdade com os homens. Tinha boa pontaria e especializou-se em explosões, inclusive de pontes. Ganhou fama de “corajoso” . A liderança veio em seguida. Contam que ela foi a responsável pela vitória da segunda batalha de Torreón em maio de 1914. Resolveu então, revelar seu sexo, mas Pancho Vila, o líder, não reconheceu seu talento “por ser mulher”, disseram.

Então, Petra Herrera resolveu criar seu próprio time composto só de mulheres. Reuniu cerca de 400 e foram para a linha de frente na batalha. Todas tão valentes como Petra. Ela foi mais tarde, atacada por uma gangue e morreu em consequência dos ferimentos. Tornou-se lendária.

A Revolução Mexicana tinha o propósito de derrubar o governo Porfírio Diaz com luta armada.







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *