Escolha uma Página

Especiosa da Luz. Uma costureira famosa em Serra Talhada, Sertão pernambucano. Além de ser competente, ela foi a costureira de Lampião. Tive a sorte de conversar com ela sobre as costuras. Já de idade avançada, mas lúcida, contou como fazia para receber as encomendas.

Lampião entregava os tecidos e dizia como queria as roupas dele e as do bando. Tinham muitos galões, lembra. Marcava a data para apanhar e no dia acertado ele vinha buscar e pagava muito bem. Isso acontecia muitas vezes na Fazenda Barro Velho, distrito de São João onde morava.

Dona Especiosa contou que conheceu a família de Lampião há muito tempo. Ele ainda era criança. Quando houve a desavença dos Ferreira com os Saturninos, Lampião foi embora com a família, mas a amizade com dona Especiosa permaneceu.

Por ocasião do Plebiscito em Serra Talhada (visando a construção de uma estátua do rei do Cangaço), a costureira não se cansava de dizer: “Lampião era bom, homem bom”….

Um dos filhos dela era afilhado de Lampião. Especiosa da Luz tinha muito mais para contar, mas desconfiada como toda sertaneja falava pouco.

Morreu em agosto de 1995, aos 95 anos.