A VANGUARDISTA MYRTHES

jul 18, 2022 | 0 Comentários

Nascida em Macaé, Rio de janeiro, em 1875, Myrthes Campos foi uma mulher arretada na linguagem dos nordestinos, diante dos diversos pioneirismos ao lado dos obstáculos que venceu no início do século 20. Vitoriosa em todos e entrou para a História.

Myrthes, uma vanguardista colecionou grandes feitos: primeira mulher advogada no Brasil entrando na vida pública em 1910, delegada fiscal no Ministério da Justiça e Negócios. No I Congresso Feminista Internacional, realizado em 1922, no Rio de Janeiro. Ela foi a oradora principal. Nessa época, já defendia o aborto.

Ficou conhecida como defensora dos direitos femininos a exemplo do voto político e emancipação jurídica da mulher.

Myrthes estudou Direito na Faculdade de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro e se formou em 1898. Antes dela, algumas mulheres cursaram Direito no Recife. Mas nenhuma exerceu a profissão.

Com muita luta e garra durante oito anos, Myrthes Campos só conseguiu inscrição na OAB em 1906. Assim, pode atuar como defensora no Tribunal do Júri.

Entre as atividades paralelas, tornou-se articulista no Jornal do Comercio do Rio de Janeiro, da Revista do Conselho Nacional do Trabalho, Folha do Dia e A Época sempre na luta em prol da mulher.

Defendia ainda o serviço militar feminino nos anos 20. Essa vanguardista morreu no Rio de Janeiro em 1965.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.