Escolha uma Página

AS JÓIAS DE MARIA

 

 

A fama das belas e valiosas jóias do Cangaço despertava curiosidade e ambição. Tanto que, após o massacre de Angico, em 1938, os soldados fizeram a “ festa” arrancando todas. A ambição era tanta, que os dedos dos cangaceiros e cangaceiras, foram cortados. Eles jogavam nos bornais os dedos ensanguentados.  Felizes. Mas a alegria durou pouco: a voz do comando determinou que todas iriam ficar com ele para fazer a partilha depois.

Entre elas, estava a mais cobiçada, o cordão de ouro de Maria Bonita, cuja origem apontava para a baronesa de Água Branca, Alagoas. Ele tinha quase um metro de puro ouro. Mas, segundo alguns estudiosos, a peça valiosa, não poderia ser a original, uma vez que Lampião a levou em 1926 e só conheceu Maria Bonita, em 1930. Onde a peça ficou esse tempo todo?

E hoje, após 82 anos, surge uma linha de jóias preciosas e semipreciosas com a grife Maria Bonita. Elas podem ser adquiridas pela internet, São colares, pulseiras, brincos, pingentes, medalhas etc. Tudo remetendo à mulher do capitão. A história parece ter chegado ao fim, mas o mito vive.







Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *