Escolha uma Página

O SUMIÇO DE FLORÊNCIA

A filha de Josefá Calango, era baiana e companheira de Rio Branco. O casal pertencia ao Bando de Corisco e entrou no Cangaço nos últimos tempos, já perto de esse  movimento ser extinto. Eles queriam deixar aquela vida e ter uma mais sossegada, com base na anistia dada pelo governo, após a morte de Lampião em 1938.

O último bando, o de Corisco, em 1940 composto por poucos cangaceiros, resolveu debandar e se esconder em uma fazenda de amigos, para amadurecer a ideia de fuga ou de entrega. Estavam com o casal Corisco e  Dadá nas imediações de Bom Jesus da Lapa, Bahia. Florência, se preparava para levar a afilhada Zefinha, de 10 anos de idade nessa empreitada.

Enquanto pensavam na viagem, foram lavar roupa numa lagoa próxima da casa. Sorte deles. Nesse instante, a volante de Zé Rufino, com 18 soldados, emboscou Corisco e Dadá. O cangaceiro morreu e Dadá ficou ferida dando um novo rumo a história.

Sorte, teve Florência e o companheiro que, escaparam da morte violenta e desapareceram no mundo. “Até hoje…”

A ilustração é do pintor Charles Machado

 







3 Comentários

  1. Osmar Bispo

    A filha de Josefá Calanga (o correto) era minha tia Florência (tia flora) ela fugiu na época e foi se esconder em Mundo Novo.

    Josefa Calanga (como era conhecida)era minha vó, fui criado por ela, como também o Afonso o filho da tia Flora que nasceu no cangaço.

    Ficou até a começo da década de 50 escondida claro com outro nome, só apareceu na casa da mãe dela (a minha vó) no começo da década de 50 ainda temendo pela vida dela chegou escondida.

    Foi para o Mundo Novo buscar os 3 filhos e o marido que era o “Rio Branco” chegando lá o marido comedo que trouxesse a volante(forçadamente) ele fugiu deixando os 3 filhos com os vizinhos. Descobrimos anos depois que ele tinha ido para Minas Gerais e lá casou teve outros filhos.

    A tia foi para são Paulo trabalhar em fabricas na décadas de 50 já que morava meu pai e meus outros tios em São Paulo na década de 50.

    No final da Década de 80 ela foi morta atropelada (por um bêbado) no povoado do Cipó no município de embu guaçu SP.

    Detalhe Importantes.

    Minha vó era muito conhecida por ser rezadeira e parteira na região de Jeremoabo, Pedro Alexandre e outras localidades.

    Tivemos.
    Cangaceiro na família
    Também Macacos (policia)

    Responder
    • George hantilio Cabral de albuquerque

      Boa noite Osmar Brito;sou estudioso do cangaço; queria entrar em contato com vc!para ,se vc permitir,fazermos uma entrevista com vc .vou deixar meu contato (81)986325331 um abraço

      Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *